Entrevista a uma dominadora – Yara Jolie

Foi num ambiente perverso mas bastante descontraído com uma coleira no pescoço que eu na minha inocência jornalistica descobri alguns segredos de uma  verdadeira dominadora eróticaYara Joly

João (Segredos de Luxo) – Desde já deixe-me agradecer pelo teu tempo Yara, estou um pouco nervoso mas confesso que também muito curioso e apreensivo, é a minha estreia com uma dominadora. Há quanto tempo a Senhora aprecia e vive o BDSM? Como encara essa realidade e esse estilo de vida?

Yara Joly – Hummm, poe-te à vontade espera, deixa-me por-te a coleira… assim relaxas um bocadinho… vês já estás bem melhor … vou ajeitar aqui o teu colarinho e pronto, já está ! Eu costumo dizer que não fui eu que descobri o BDSM mas sim o BDSM que me descobriu a mim, eu nem sabia ao certo o que isso significava e já praticava as minhas brincadeiras nos meus relacionamentos amorosos, é engraçado porque à medida que vais tendo consciência das situações vais querer explorar mais os teus prazeres… Eu levo uma vida normal, sou simples, bem disposta e directa, às vezes um pouco sentimental, a dominação trouxe-me uma certa liberdade sexual e eu encaro assim … kkkkk não faças essa cara, va lá, a dominação não serve para esfolar as pessoas nem pendurá-las de cabeça para baixo. Muito pelo contrario, em muitos casos serve para dar mimos e compensar o lado mais erótico de uma relação. Quem não tem fantasias nas minhas sessões é como quem não gosta da arte de sedução, não aprecia outros prazeres, não tem tesão por mim enquanto dominadora, não está disponível para me satisfazer. Em resumo, a dominação pode ser igual à paixão, igual à tesão, igual à submissão e por aí a fora… kkkkkk vá relaxa é a nossa primeira vez…

João (Segredos de Luxo)  — Descreve por exemplo o que normalmente eles desejam numa primeira vez …

Yara Joly – Não existe esse padrão de homem ideal para ser um submisso, todos são diferentes, sendo que existe um pequeno ponto em comum entre eles ou seja o gosto de se submeterem aos caprichos da sua dona, posso ser eu ou outra dominadora do meio ou até mesmo a sua esposa. Somos aquela a que nos é dada a liberdade de explorar as facetas do mundo das fantasias sexuais onde os nossos caprichos sexuais são num ponto de vista geral mais perversos, algumas até são prioridade, e é assim, o prazer que se tira numa sessão de dominação mas nem tudo é linear, à quem procure simplesmente um refúgio, uma conversa, à quem se esconda da sua própria natureza pois tem um padrão familiar que não lhe permite assumir os seus gostos picantes e perversos … e cá estamos nós mulheres lindas e intelegentes sexualmente fortes e curiosas com o desconhecido quando nos é novidade.

João (Segredos de Luxo) -Existem limites? Já tiveste alguma situação que consideraste ser além do expectável e do razoável?

Yara Joly – ás vezes acontece … agora que falas nesse ponto já! Para perceberes, posso dizer-te que por vezes nas primeiras sessões nem sempre as coisas correm como às vezes planeamos, é verdade, pensavas que era sempre tudo perfeito? Tenta perceber que nós temos que ter uma grande carga emocional, lidamos com pessoas diferentes uns dos outros, fantasias diferentes, etc e, é nessas alturas que a nossa experiência de dominação que temos juntamente com a inteligência emocional nos dá bagagem para lidar com situações menos confortáveis. Se por exemplo alguém não me obedece tenho que lhe dar um correctivo, é importante a nossa posição ser respeitada desde o inicio e até ao fim, mesmo que o fim seja depois da porta da rua. Também já aconteceu eu não me sentir bem com o submisso e não desenvolvo a sessão e aí fazemos outras coisas sendo que o importante é estar bem comigo mesma, eu gosto do que faço e sei que as pessoas que me procuram dividem comigo os mesmos gostos, então temos uma probabilidade muito pequena de nos dar mal… é assim a vida, sabe melhor se for à nossa maneira kkkk sim estás a rir tontinho kkkk… eu digo–te como é…

João (Segredos de Luxo) – E porque estamos quase no natal e para terminar, que tipo de presentes a Yara Jolly aprecia e gostaria de receber ?

Yara Joly – Eu gosto de acessórios de dominação, gosto de sapatos, de roupa, e até de jantar fora. Normalmente os presentes uso-os sempre nas sessões. Tudo o que tenho são de ofertas generosas dos meus submissos, um presente não é só um presente, é uma marca que deixam comigo, de uma forma geral eu gosto de ser presenteada adoro mimos, e quem me conhece sabe que não digo não a um cinto de castidade ou a um bom par de luvas de couro. Às vezes até tem direito a sentir umas bofetadas para testar o material … kkkk … sapatos, também sou muito fetishista por sapatos, adoroooo e principalmente quando são novinhos dá me vontade de esfregalos na carita… olha sente lá o meu sapatinho experimenta … não é suave ? kkkkkk cuidado vou-te ensinar, tem que ser com delicadeza.. vá…

E é desta forma que termino submetido aos encantos de uma dominadora sensual e mazita , com uma presenca deveras excitante … Se ficaste curioso em conhecer melhor a Dominadora Yara Joly acede ao anúncio aqui e marca a tua sessão de dominação. Atreve-te!!

 

Dominatriux Yara Jolie +351 968 537 664 Lisbon – Vilamoura

Blog pessoal: http://ydominatrix.blogspot.pt

 

Galeria de Fotos

Deixar uma Mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.